Estamos no terceiro dia de expedição. Percorremos 80Km de um trecho plano pelas trilhas do parque  Laguna Tebenquiche onde há a trilogia de lagoas Cejar, Los Ojos del Salar e Tebenquiche. Esta maravilha natural, situada ao norte do Salar de Atacama a 2.300 metros acima do nível do mar, acolhe a raposas, flamingos e outras aves típicas da região. Tebenquiche possui maravilhas de interesse científico como as “roças vivientes”- chamadas “microbialitos”-. Estes fósseis são as primeiras evidências da existência de vida na terra. Ao fundo da Laguna Tebenquiche, nas montanhas, avista-se vários vulcões, alguns deles ativos. Como meio de proteção ambiental, as pessoas não podem banhar-se nas lagoas, pois produtos químicos como bloqueadores solares ou algum tipo de enfermidade humana poderia afetar a biodiversidade local – relata Prof. Arnaldo.

Artigos Anteriores:

4º- Relato de Prof. Arnaldo no segundo dia da expedição pelo Atacama

3º – Pedalar para Prover – Expedição pelo Atacama com prof. Arnaldo e Marcello Ruivo

2º- Marcello Ruivo e Prof. Arnaldo em Calama no Chile

1º- Marcello Ruivo e Prof. Arnaldo ajudam crianças no Paquistão participando de expedição no deserto do Atacama

Comentários(0)

    Deixe um comentário