Os amigos Prof. Arnaldo Farias  do blog Nóis na Fita a TV e Marcello Ruivo da escola de pilotagem Ciclofemini participam de  ação humanitária: Uma expedição durante sete dias pelo Deserto do Atacama, para ajudar projeto na alfabetização de crianças no Paquistão.

O cenário de miséria: A escravidão do tijolo sobrevive no Paquistão. Sobrecarregados datacama1e empréstimos, de várias gerações de trabalhadores, cerca de 4,5 milhões de pessoas espalhadas em 18 mil fornos em todo o país, se descadeiram por uma promessa: liberdade.
Crianças escravas são exploradas na fabricação de tijolos. As mãos que deveriam estar escrevendo num caderno ou empinando pipa, no Paquistão, elas trabalham na fabricação de tijolos. Trabalham dez horas por dia, sem direito a descanso, nem mesmo para almoçar.

A fundação: A Global Care Latinoamérica é uma fundação que tem como missão ajudar os mais necessitados promovendo a justiça e trabalho em equipe. Objetivando ajudar as comunidades pobres no Paquistão, a Global Care se mobilizou para obtenção de recursos para a construção de uma escola de emergência para levar a alfabetização a estas crianças que ainda fazem trabalho escravo na fabricação de tijolos. Uma forma de arrecadação de recursos da Global Care Latinoamérica é promover expedições pelo deserto do Atacama, no Chile, sob o lema “Pedalar para Prover”.

atacama3A expedição: Durante 7 dias, Arnaldo e Marcello, atravessarão de bicicleta, 600Km do deserto mais árido do mundo, o deserto do Atacama, gerando 5 dólares por quilômetro rodado, montante que será arrecadado pela Global Care para o projeto de alfabetização e evangelização das crianças das comunidades miseráveis do Paquistão.

A expedição acontecerá entre 5 a 13 de setembro de 2016, saindo de Valparaíso no dia 5 em direção a Calama, maior cidade do Atacama, começando a travessia no dia 7 ao amanhecer. Arnaldo e Marcello juntamente com um grupo de mais 13 ciclistas, iniciarão a pedalada pelo deserto percorrendo aproximadamente 100Km por dia. De um dia para outro irão pernoitar no deserto em acampamento que será montado pela organização da expedição que é formada por religiosos e militares. “Pedalar para prover” é o que faremos nesta expedição. Vamos reunir US$3,000.00 (três mil dólares) para oferecer a essas crianças um Natal inesquecível além de começar a equipar a futura escola.”- comenta Maickel Caroca um dos responsáveis pela organização da expedição.

atacamaO Atacama: Deserto de Atacama está localizado na região norte do Chile até a fronteira com o Peru. Com cerca de 1000 km de extensão, é considerado o deserto mais alto e mais árido do mundo, pois chove muito pouco na região, em consequência das correntes marítimas do Oceano Pacífico não conseguirem passar para o deserto, por causa de sua altitude. Assim, quando se evaporam, as nuvens úmidas descarregam seu conteúdo antes de chegar ao deserto, podendo deixá-lo durante épocas sem chuva.

As temperaturas no deserto variam entre negativas à noite a 40 ºC durante o dia. Em função destas condições existem poucas cidades e vilas no deserto; uma delas, muito conhecida, é São Pedro de Atacama, que tem pouco mais de 3.000 habitantes e está a 2.400 metros de altitude. Por ser bem isolada é considerada um oásis no meio do deserto e o principal ponto de encontro de viajantes do mundo inteiro. Mochileiros, fotógrafos, astrônomos, cientistas, pesquisadores, motociclistas e aventureiros, além de possuir uma vida agitada, mesmo depois da meia noite, com bares e restaurantes lotados e pessoas conversando e planejando o dia seguinte.

Expectativas:
A minha grande motivação é juntar-me a uma organização humanitária e saber que todo o esforço de pedalar 100Km por dia em um local inóspito, porém cheio de mística e natureza, será revertido em um bem para seres tão sofridos, desprovidos de direitos básicos como estudar, brincar e ser apenas criança. – comenta Marcello Ruivo

Como todos sabem tenho espírito aventureiro, ainda mais quando esta aventura se dá em cima de uma bicicleta. Já fiz inúmeras cicloviagens, muitas delas sozinhos por diversos lugares do Brasil e outros países. Ainda este ano tenho mais 3 cicloviagens programadas para fora do Brasil, mas esta expedição pelo Atacama tem um gosto muito especial, pois além do grande desafio de pedalar pelo deserto, a causa humanitária me tocou. Saber que a minha pedalada vai reverter em benefício para  crianças me fará pedalar mais forte ainda! – finaliza Prof. Arnaldo Farias.

Equipamentos: Marcello utilizará uma bicicleta Specialized Stumpjumper FSR que será transportada em segurança na mala bike Thule Round Trip Traveler e para seus pertences utilizará a mochila Capstone 32 litros também da Thule.

Professor Arnaldo utilizará uma Specialized Camber full suspension, 29 é apoiado pela loja Bike Toor.

Links para a páginas dos equipamentos:atacamafsr

 

 

 

atacamalabikeatacamacapstone

 

 

 

 

 

Comentários(0)

    Deixe um comentário