Ciclofemini
Ciclofemini
Ciclofemini

pilates e bykeA base do Pilates é o desenvolvimento da força e a flexibilidade do corpo. Os exercícios concentram-se sobre os grupos musculares do CORE que, nada mais é que um conjunto de músculos que ajudam a “segurar”, a estabilizar a região do quadril, mais especificamente o abdômen e a coluna lombar.

O core deve ser treinado porque os músculos do tronco estabilizam a coluna vertebral, desde a pélvis até pescoço e ombros. Eles permitem transferir movimentos potentes dos braços e pernas, de maneira que os movimentos poderosos têm origem no centro do corpo, e nunca apenas dos membros sozinhos, gerando potência para os movimentos esportivos, protegendo a coluna contra as forças anormais e absorvendo impactos.

Em que o que o fortalecimento destes músculos beneficia os ciclistas?

O ajudará na transferência de mais poder para os pedais, fornecendo uma plataforma sólida para a parte inferior do corpo.

Exercícios de Pilates são direcionados para desenvolver a força nos músculos profundos do abdome e coluna vertebral, levando a pressão sobre os músculos superficiais e promovem uma utilização mais equilibrada e eficiente. Este tipo de treinamento de força interior é importantíssimo para a estabilidade e alinhamento do tronco.

A chave do Pilates é que cada movimento requer um alinhamento adequado da pelve, que por sua vez, requer movimentos sutis do tronco que ajudam a fortalecer os músculos do: transverso do abdome, reto abdominal, interno e externo oblíquo e eretores da coluna. Os benefícios adicionais incluem a melhora do equilíbrio, postura e flexibilidade muscular.

Muitos ciclistas se queixam de dores nas costas. O Pilates é uma excelente ferramenta para adquirir mais força na musculatura que dá suporte a parte inferior das costas.

O Pilates também o ajuda a tornar-se mais autoconsciente sobre cada parte do seu corpo e suas funções quanto pilotando a bicicleta. Essa consciência permite a você corrigir a postura durante a pedalada.

Comentários(0)

    Deixe um comentário