Ciclofemini
Ciclofemini
Ciclofemini

Estabelecer uma cultura de inovação depende de um processo de aprendizado e transformação. Usar bicicletas como meio de transporte em grandes cidade é uma inovação e todos estamos em processo de aprendizado. Tudo é uma questão de tempo, persistência, estudo, civilidade e cidadania. Faça a sua parte! by Claudia Franco

Comentários(4)

  • Marcello
    13 de julho de 2011, 22:14  Responder

    Entendo sua visão do processo em curso. Tem noção do individuo em aprendizado, e ao mesmo tempo sobrepôem na coletividade. Faz-me associar uma frase lida: “Dependendo das mais ínfimas afinidades químicas, e do impulso das massas mais imensas…” Que parte nos cabe do bolo? Certa vez disseram-me: Existem os seres Fermentos. São os que fazem o bolo crescer. Apóio, Ajudo, Anseio.

    • 14 de julho de 2011, 00:02

      Marcello, sem falsa modéstia somos, eu, você e muito outros que conhecemos, seres fermentos. Vamos fazer este bolo crescer!! beijão.

  • Marcello
    13 de julho de 2011, 22:27  Responder

    Qdo vc escreve “cultura”, veio-me num flash: Nicolas Roerich e a cultura de Paz proposta sec. atrás.
    Porventura ele, em sobreposição conosco atualmente, estejamos cientes e próprioceptivos de como lidar com tudo isso: “Tudo é uma questão de tempo, persistência, estudo, civilidade e cidadania”. “unidos somos Um”: rsrsrs…gira mundo. 🙂

    • 14 de julho de 2011, 00:10

      Marcello, creio que a civilidade e cidadania será consequencia do nosso agora. Se nos preocuparmos e focarmos todas as energias no agora o futuro será cada vez melhor. A prática da civilidade começa com muita gentileza. Me sinto imensamente feliz quando conisgo fazer algo do bem…um simples gesto como dar passagem a um motorista que quer entrar a sua frente, a dar bom dia para desconhecidos. Estas pequenas gentilezas me preenchem de alegria, de prazer. A civilidade e cidadania começam aí, em pequenas práticas que vão se expandindo a medida que forem frequentes. Fui fazer um pequeno treino no Pico do Jaraguá na terça-feira, havia muitas pessoas subindo e descendo a pé a estrada de acesso ao Pico. Por cada uma que eu passava eu desejava um bom dia, ou falava algo interessante ou divertido. Foi sensacional, pois as pessoas além de surpresas respondiam imediatamente com sorrisos, acenos de mão e também me desejam um bom dia. eu poderia ter passado por todos eles calada, mas certamente o meu treino não teria sido o mesmo. Beijos.

Deixe um comentário