Dicas Importantes da Dra. Flavia Maklouf a respeito de cuidados com a pele

Quem pratica esporte out door sabe que ficar exposta ao sol pode ser muito maléfico para a Pele. E a exposição é inevitável, seja treinando ou participando de provas, ainda mais em nosso país. E para piorar o cenário lembra-se daquela recomendação sobre não se expor ao sol entre as 10h e as 15h? Pois bem, aqui no Brasil o horário é mais extenso e a proteção deve ser maior ainda.

A conclusão de uma pesquisa realizada na Universidade Federal de Itajubá (Unifei), no Sul de Minas, mapeou a incidência de radiação ultravioleta (UV) em todo o território brasileiro e indica que esses números são muito maiores do que os que vinham sendo considerados por grande parte dos médicos e unidades de saúde no país.

Todas as recomendações que eram feitas até bem pouco tempo atrás eram com base em informações coletadas, principalmente, nos Estados Unidos e na Europa.

O Brasil, devido a sua localização geográfica, é o país de maior incidência de raios UV no mundo. Quanto maior é o índice UV, maior é o risco de desenvolver queimaduras e o câncer de pele. Quando o índice está acima de 8, já é considerado muito alto e é preciso se proteger.

Por exemplo, na cidade de São Paulo esse índice anual é de 11. No Nordeste é 14. Isso nos leva a adotar o máximo de proteção entre as 10h e as 16h, mas principalmente entre as 11h e as 13h. Procure sempre pelas sombras, use filtro solar com fator de proteção solar de no mínimo 30, use chapéu e roupas que o protejam do sol.

Leia aqui as dicas da Dra. Flávia: Na pele da ciclista arquivo em PDF

Fonte: em.com.br

 

Comentários(0)

    Deixe um comentário