Ciclofemini
Ciclofemini
Ciclofemini

Veja aqui as dicas de Helvio mentisieri  para a prática do Mountain Bike

Treinado corretamente, o MTB – Mountain bike trabalha a parte cardiovascular e a muscular intensamente.

Além dos ganhos com o físico, o MTB proporciona um contato direto com a natureza, por ser quase sempre praticado fora de centros urbanos. Além de treinar, o ciclista tem uma válvula de escape maior para o stress cotidiano.

Para se ter esse ganho é muito importante uma dosagem correta do esforço físico (tempo e intensidade) e um bom posicionamento na bike, medido através de cálculos biomecânico, geralmente feito através da técnica chamada bike fit.

O bike fit usa técnica e tecnologia para posicionar corretamente o ciclista sobre a sua bike. O ajuste preciso pode garantir ao atleta aumento de até 20% no seu desempenho, além de evitar o desperdício de energia, o ciclista evitará uma série de lesões

Com relação aos atletas amadores, com a prática regular do MTB, terão uma melhora acentuada na qualidade de vida, como também, perda de peso corporal, alívio das tensões, aumento da massa muscular e conseqüente suporte para as articulações, melhora da capacidade pulmonar e cardíaca são claros efeitos da prática desta modalidade esportiva.

 Fisicamente, o desafio é suportar tempos maiores de treino, considerando a qualidade do esforço físico, hora leve em longas descidas, hora muito forte em subidas íngremes. Essa variante de esforço é o grande desafio físico do MTB.

Há também o desafio técnico, que se apresenta em qualquer treino e nível de atleta. São os obstáculos naturais que fazem muitos ciclistas desmontarem da bike durante o percurso para transpô-los. Quanto mais técnico é o ciclista, menos isso ocorre.

 As minhas últimas recomendações, mas não menos importantes são:

Regule, lave e lubrifique sempre a bike, diminuindo assim risco de acidente ou problema mecânico.

Tenha sempre um local de confiança para tirar dúvidas técnicas sobre a bike e seu funcionamento.

E, caso não tenha orientação nos treinamentos, procure dimensionar o nível do treino com seu nível de aptidão.

Treinar demais ou muito forte é mais perigoso do que treinar pouco!

Helvio Mensitieri é preparador físico, atualmente trabalha no Clube Pinheiros e é praticante de mountain bike há 17 anos.