Ciclofemini
Ciclofemini
Ciclofemini

O Instituto Via de Acesso, no dia 20 de Junho, realizou a 7º Edição de seu Fórum, no hotel Maksoud Plaza. Este ano tiveram como tema: Virtual e Humano. O principal objetivo do seminário é fazer com que os jovens ouçam profissionais qualificados, troquem experiências e enxerguem suas necessidades e oportunidades de desenvolvimento e de qualificação, para assim aumentar a possibilidade de inserção no mercado para quem está em busca de sua primeira oportunidade e o crescimento na carreira para quem já está trabalhando ou estagiando em alguma empresa. Este ano o Via de Acesso contou com a participação de quatro renomados profissionais que falaram sobre construção de carreira e adaptação do homem ao mundo virtual.

Com o tema “Profissão e Carreira: Escolhendo o seu caminho”, Roberto Civita falou sobre suas experiências e sobre o que já viu durante seus mais de 30 anos de carreira como jornalista e editor da Revista Veja e Presidente do Conselho Administrativo do Grupo Abril.  Segundo Civita, “… Em relação às escolhas profissionais, nós não devemos pensar sobre lucros e ganhos somente, devemos trabalhar e ter paixão no que fazemos e no momento da escolha da empresa para trabalhar, devemos escolher o lugar com valores semelhantes aos nossos!”.

Antônio Carlos Valente acredita que todos têm a oportunidade de mostrar o profissional que é, afinal “tem muita gente boa fora do mercado de trabalho, essas oportunidades são dadas de diferentes formas…”. “Um profissional deve ser conectado, altamente conectado… Capaz de trabalhar em rede, trabalhar em equipe, criativo e empreendedor. Quero que na empresa tenhamos sempre os melhores, os mais capacitados, trabalhando na Vivo.”, disse o presidente do Grupo Telefônica | Vivo.

Com a presença de Waldez Ludwig, que arrancou risos e gargalhadas, em uma aula sobre transformações e mudanças no mercado de trabalho e nas tecnologias, ele nos trouxe o principal pensamento “A vida avança velho e quem não avança ao lado dela fica só!” de Máximos Górk, para atentarmos questões da evolução da sociedade. “A revolução industrial separou pessoas em duas, que pensam e que fazem, que fazem nomeou-se para mão de obra. Por isso pessoas odeiam o trabalho.”

Encerrando o evento, a 4ª palestra foi apresentada com bom humor, tendo a presença de  Flávio Gikovate, que afirmou que com a era do Virtual e Humano, a mulher em breve estará disputando com o homem seu espaço no meio tecnológico, pois ela foi em busca de conhecimento, diferentemente do homem… Ficando em casa. “Independente do virtual e humano o que está valendo ainda são profissionais disciplinados, pessoas com inteligência emocional.”

Ciclofemini esteve presente no fórum expondo seus serviços. Confira aqui as fotos de nossa participação.

Comentários(0)

Deixe um comentário