Ciclofemini
Ciclofemini
Ciclofemini

Quase 23 horas e o meu celular toca com a chegada de uma mensagem. Rapidamente acendo a luz do abajur para ver se era urgente, afinal quem poderia me enviar uma mensagem naquela hora da noite se não fosse algo urgente? E era!

Para a minha surpresa era a mensagem de uma moça desconhecida, dizendo que havia encontrado o meu site na internet e que dentro de cinco dias viajaria para a Bélgica e que uma das programações da viagem era um passeio de bicicleta.

“Claudia estou aflita, pois não sei pedalar e tenho apenas cindo dias para aprender” – escreveu Flávia a protagonista desta história.

Leia mais>>>>

Comentários(0)

Deixe um comentário