Ciclofemini
Ciclofemini
Ciclofemini

No Brasil, apesar de muita gente ter aderido à moda, as doações foram bem mais tímidas, cerca de R$ 400 mil até agora.

Essa foi a semana de levar balde de água gelada na cabeça. Desde as maiores celebridades do mundo até pessoas completamente anônimas aderiram à campanha.

Mais de 28 milhões de pessoas postaram, comentaram e curtiram o assunto nas redes sociais. Mais de 2 milhões de vídeos foram compartilhados!

Campanhas filantrópicas com banhos de água e gelo na internet sempre existiram. Mas especificamente para a doença ELA, Esclerose lateral amiotrófica, o primeiro vídeo foi postado pelo o jogador de golfe Chris Kennedy no dia 15 de julho. O jogador de basquete Pete Frates de 29 anos portador da doença, gostou da ideia, e mesmo sem ter sido desafiado, entrou na corrente postando um vídeo. Foi no campus de uma universidade em Boston que recebe alunos de mais de 80 países, que o desafio lançado por Pete Frates ganhou força e se espalhou pelo mundo. Seus colegas de turma começaram a desafiar um ao outro. O desafiado tinha que escolher: ou fazia uma doação para as pesquisas sobre a doença, ou levava um balde de gelo na cabeça. E não é que as pessoas acabaram gostando da ideia de tomar um banho de gelo?

Em pouco mais de um mês, a campanha se tornou uma das maiores que já aconteceram nas redes sociais.

Muita gente toma o banho de gelo e também faz a doação. Outros se esquecem completamente do objetivo que é botar a mão no bolso!

A Specialized fabricante americano de bicicletas, representado pelo seu fundador Mike Sinyard  topou o desafio e também levou um balde gelo na cabeça.

Veja o video aqui:

balde de gelo no mike

 

 

 

 

 

 

Saiba como ajudar:

ABRELA – Associação Brasileira de Esclerose Lateral Amiotrófica

IPG – instituto Paulo Gontijo

Associação Pró-Cura da ELA

Comentários(0)

Deixe um comentário