No final de 2010 para 2011 fiz a minha primeira cicloviagem longa. Viajei da cidade de Cachoeira Paulista para a cidade de Paraty passando pela Serra da Bocaina.

A experiência foi tão boa que resolvi mais uma vez, na semana entre o Natal e Ano Novo de 2011, fazer uma outra cicloviagem.

Desta vez, eu e meu namorado Marcello Ruivo, fizemos a viagem pela Serra da Mantiqueira.

A Serra da Mantiqueira tem uma formação geológica datada da era arqueana, aproximadamente 3,85 bilhões de anos atrás. Compreende um maciço rochoso que possui grande área de terras altas, entre mil e quase três mil metros de altitude, ao longo das divisas dos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

Na Serra da Mantiqueira existem diversas unidades de conservação e áreas de proteção ambiental. Dez por cento da serra é circunscrita em terras fluminenses. Trinta por cento da serra está localizada no estado de São Paulo, e os demais 60% estão localizados no estado de Minas Gerais.

“Mantiqueira” é um termo de origem tupi que significa Montanhas Vertentes,  através da junção dos termos maan(“chuva”) e tykyra (“gota”, pingar).

O maciço da Serra da Mantiqueira possui aproximadamente quinhentos km de extensão e se inicia próximo à cidade paulista de Bragança Paulista e segue para o leste delineando as divisas dos três estados brasileiros até a região do Parque Nacional do Itatiaia onde adentra Minas Gerais até a cidade de Barbacena. A partir daí, uma continuação pode ser considerada, pois a mesma desvia para o norte até a Serra do Brigadeiro, no leste de Minas Gerais, chegando a aproximar-se do Parque Nacional do Caparaó.

A Serra da Mantiqueira integra o ecossistema da mata atlântica e mata de araucárias, bem como campos de altitude em seus picos mais elevados. Aliado a isso, uma vasta fauna nativa.

Nesta viagem fomos apenas em 2 pessoas, sem apoio. Por isto o planejamento da viagem foi muito minucioso, pois sem apoio, é necessário estar preparado para lidar bem com os imprevistos.

Utilizamos o Guia de Trilhas CicloMantiqueira, do Guilherme Cavallari, para nos guiar pelas trilhas e roteiro da Mantiqueira. O guia foi fundamental para o sucesso da viagem, pois é preciso, extremamente claro e objetivo. Uma das tranqüilidades da viagem foi ter a certeza de que estávamos no roteiro correto e que, portanto, salvo algum incidente, chegaríamos às cidades de destino nos horários planejados.

Em nosso roteiro planejamos percorrer em média 55Km diários, o que nos possibilitou passar por 2 cidades por dia. O percurso que originalmente seria realizado em 8 dias, o realizamos em 5. Para quem tem experiência e condicionamento físico é perfeitamente possível fazer o roteiro em menos dias, como foi o nosso caso.

Fizemos reservas nas pousadas das cidades, onde pernoitamos, com 15 dias de antecedência.

Durante o percurso nos alimentamos de suplementos, barras de cereais, gel, bananinha e muito líquido.

Praticamente não fizemos paradas. Quando fazíamos alguma parada à mesma não durava mais que 5 minutos e as mais longas, quando da chegada em alguma cidade, não ultrapassaram a 20 minutos, o que nos permitiu fazer um ritmo de pedalada leve, em média 11Km por hora, para apreciar, contemplar e reverenciar as paisagens épicas da Mantiqueira.

Concluímos a cicloviagem em um sítio, situado na serra alta da Mantiqueira, na cidade de Marmelópolis, a 2h30 de distância (a pé) do Pico dos Marins. Permanecemos por três dias maravilhosos.

Neste sitio, chamado Kahena, ficamos em contato com rios, cachoeiras de primeira queda, criadouro de trutas, árvores frutíferas, canteiros de flores e ervas e como ponto alto destaco a escalaminhada pelo maciço dos Marins chegando a 2.200 metros de altitude.

Apesar da chuva constante e ventos fortes nestes 3 últimos dias, a Mantiqueira nos agraciou com belas paisagens, aromas e sons de pássaros silvestres.

Além do Guia de Trilhas CicloMantiqueira, um aspecto forte e importante que garantiu o sucesso da viagem foi a integração, harmonia, amizade e respeito entre os participantes.

No dia 3 de Janeiro encerramos a aventura saindo de Kahena em direção a cidade de Piquete. Pedalamos em uma trilha com a maior descensão de toda a cicloviagem. Em Piquete pegamos o ônibus para a cidade de Guaratinguetá e de lá outro ônibus para a cidade de São Paulo até o terminal rodoviário Tietê em um total de 3 horas e 30 minutos.

Fotos & Vídeo

Dados da Viagem:

Duração: 5 dias

Horas pedaladas: 6 horas em média por dia

Quilometragem total: 290Km

Quilometragem média diária: 58Km

Altitude acumulada: 2.700 metros

Cidades (11): Extrema, Joanópolis, Monte Verde, Gonçalves, São Bento do Sapucaí, Luminosa, Brazópolis, Piranguinho, Itajubá, Delfim Moreira e Marmelópolis.

Pousadas:

Monte Verde: Pousada Encanto da Serra – www.pousadaencantodaserra.com.br

Gonçalves: Pousada do Sol – não tem site

Brazópolis: Hotel Montanhas e Vida – www.wix.com/montanhasevida/hotel

Delfim Moreira: Pousada e Restaurante Estação – http://pousadadaniel.blogspot.com

Sitio Kahena – não tem site

Investimento: R$800,00 o casal.