Ciclofemini
Ciclofemini
Ciclofemini

Instituir um programa de Yoga complementar pode contribuir para a força e resistência do ciclista.

Também pode introduzir flexibilidade em áreas musculares cronicamente tensas

Uma área no corpo bastante afetada para os ciclistas é a parte inferior das costas. Os ciclistas irão se beneficiar da prática, pois fortalece e alonga os músculos, assim como os tendões, quadris, pescoço, mãos e pulsos. É imprescindível a consulta de um médico e o acompanhamento de um bom professor de Yoga para iniciar suas práticas.

Utthita Trikonasana (postura do triângulo estendido) – Elimina rigidez das pernas e quadris, alivia dores nas costas e torcicolos, reforça os tornozelos e desenvolve o tórax

Virabhadrasana I (postura do guerreiro I) – Alivia o enrijecimento do pescoço, dos ombros e das costas. Trabalha a flexibilidade nos quadris e pernas. Expande o tórax, proporcionando respiração profunda.

Adho Muka Svanasana (cachorro olhando para baixo) – Além de alongar os tendões e músculos posteriores das coxas, fortalece a parte superior das costas, braços e ombros.

Salabasana (postura do gafanhoto) – Alivia as dores na região sacro-lombar, fortalece a parte inferior das costas, quadris e glúteos.

Dhanurasana (postura do arco) – Recupera a elasticidade da coluna, mobilidade dos ombros e tonifica os órgãos abdominais.

Paripurna Navasana (postura do barco) e Ardha Navasana – Alívio nas pernas e fortalece a musculatura das costas e o “core”.

Marichyasana I – Alívio rápido de dores nas costas, quadris e o lumbago

Rene Azzi fez formação em massagem terapêutica e estudou diversas abordagens de autoconhecimento com a Terapia Gestalt no Esalem Institute (Califórina – EUA). Em 2000, no Brasil, deu início ao curso de formação em Iyengar Yoga com Kalidas Nuyken e Regina Ehlers. Nos 10 anos seguintes, trabalhou como massoterapeta Integrativo, em programa completo para atlétas, deu aulas no estúdio de Yoga de Dina Franchi, Projeto Acqua e Oficina do Ser. Ministrou vários workshops direcionados, ajudando pessoas a melhorarem sua prática ou à aprofundá-la. Teve a oportunidade de ensinar yoga em Campos de Jordão, num novo conceito de Hotel/Spa voltado para atlétas, o Surya Pan. Novamente na Califórnia praticou no Yoga Works e no Iyengar Institute, de Los Angeles e San Francisco, tendo contato com excelentes professores. Em 2010, de volta ao Brasil, participou do último semestre de workshops ministrado por Kalidas Nuyken e atualmente é professor da Cia Atlética, Iyengar Namastê e Ioga na Cidade.

Ilustrações: Madu Cabral

Conteúdo gentilmente cedido por Madu Cabral

http://yogapelapaz.blogspot.com/2011/02/posturas-para-ciclistas.html