Ciclofemini
Ciclofemini
Ciclofemini

O poder do elogio.

Já elogiou alguém hoje? Vamos começar juntas, para descobrir o bem que algumas simples palavras podem provocar.

Se você é capaz de se elogiar, consegue mais facilmente elogiar os outros.

Elogiar e receber elogios também tem haver com autoestima. “Ela está relacionada à maneira como gostamos de nós mesmos. E o auto-respeito envolve saber que temos nossos próprios talentos e qualidades”, explica Luciana Marques de Souza Ferraz, socióloga e coordenadora da Organização Brahma Kumaris no Brasil. “Quando sabemos do nosso valor, conseguimos prestar atenção às qualidades dos outros e validá-las”

Por isto, Antonio Carlos reforça a importância do equilíbrio. “Se você é capaz de elogiar, também consegue mais facilmente receber elogios. E isso é gratificante. Pessoas muito críticas consigo mesmas nem sempre sabem ouvir ou fazer elogios”, analisa o estudioso.

Aqui a palavra chave é auto-conhecimento: quais são sua qualidades?; no que você é bom e no que ainda precisa melhorar?; quando foi a última vez que se elogiou? Para Lucian Ferraz, a meditação é uma ferramenta poderosa que ajuda nessa tarefa: “A meditação apazigua os pensamentos. Quando estamos quietos para o mundo externo, conseguimos olhar par ao nosso interior com dedicãção. Com a prática, vamos descobrindo quem somos, nossos defeitos e qualidades, e lapidamos a autoestima e o auto-respeito”.

É como andar de bicicleta: com o tempo, a equilibrar os valores e sentimentos – assim como fazemos sobre as duas rodas da magrela -,  tanto os nossos quanto os dos outros.

Aí fica fácil elogiar aquele colega do trabalho que fez uma boa apresentação, o filho pela dedicação nos estudos, o companheiro pelo jantar gostoso. E a vida acaba ganhando mais sabor.

Fonte: Revista A – novembro 2011