Ciclofemini
Ciclofemini
Ciclofemini

Claudia Franco

A prática esportiva requer muita disciplina, muito empenho, dedicação e determinação.

As pessoas que não praticam esporte sempre comentam a respeito da dificuldade quem tem de sair da rotina e ingressar em algum esporte.

A minha recomendação a estas pessoas é que elas estabeleçam um objetivo claro e tangível. Iniciar a prática somente porque é sabido que é bom para a saúde nem sempre é um estímulo forte, às vezes é até subjetivo principalmente se a pessoa sente-se bem da forma como está.

Minha recomendação para que saiam da zona de conforto é que definam um objetivo e depois estabeleçam as metas para se chegar neste objetivo.

Por exemplo, correr a São Silvestre. Mesmo que a pessoa nunca tenha corrido é possível perseguir este sonho. Para tanto terá que dar o primeiro passo, fazer os exames médicos, procurar um bom nutricionista e melhorar os hábitos alimentares, contratar um profissional para a sua orientação no início dos exercícios e claro se organizar para ter tempo hábil para se preparar. Mas, uma vez o estabelecido o objetivo o ingresso para a prática esportiva fica mais fácil e mais prazerosa.

Foi assim que ingressei no mundo do mountain biking. Mal sabia pedalar e defini que iria participar de uma competição internacional de MTB. Tinha apenas 6 meses para me preparar, fiz a lição de casa, fui ao médico, contratei um profissional para me ensinar as técnicas de pedalar  e treinava praticamente todos os dias da semana, fazia spinning, pilates e trilhas aos finais de semana. Após 6 meses de treinamento intensivo, conseguir participar e completar a prova, deixando 100 duplas para atrás. Para mim foi uma vitória, uma grande conquista e um marco na minha vida.

Depois disto o habito de pedalar já fazia parte da minha vida, da minha rotina. 

Após 2 anos praticando MTB senti que precisa de um novo estímulo para sair do patamar que alcancei, precisa de um novo desafio, de um novo objetivo. 

Dupla Por um Fio, Claudia Franco e Prof. Arnaldo

Foi assim que surgiu a idéia de participar da Brasil Ride. No mês da competição vou completar 50 anos e estabeleci que como presente de aniversário me darei a linha de chegada. Quero comemorar meu aniversário cruzando a linha de chegada de uma das competições mais duras de MTB.  Além disto, quero servir de exemplo e inspirar as pessoas, mostrar que nunca é tarde para começar, para planejar, para realizar um sonho. 

Ninguém nos impede de nada, somente nós mesmos. Sonhar é maravilhoso, realizar um sonho é indescritível!

Texto por Claudia Franco, 49 anos, administradora de empresas e analista de sistemas, empresária, idealizadora do projeto CicloFemini, atleta amadora de mountain biking.

www.ciclofemini.com.br

Fotos de alguns dos Treinos:

Piracáia: http://www.flickr.com/photos/bikerfearless/sets/72157627025313677/

Pico do Jaraguá: http://www.flickr.com/photos/bikerfearless/sets/72157627056160597/

Circuito Matador: http://www.flickr.com/photos/bikerfearless/sets/72157627216036161/

Short Track Sun Tour: http://www.flickr.com/photos/bikerfearless/sets/72157627216392991/

Circuito Mato Dentro: http://www.flickr.com/photos/bikerfearless/sets/72157627248062671/

Vídeos:

Pico do Jaraguá: http://youtu.be/kASlsE55OPU

Piracaia: http://youtu.be/wT45bKRxlCo

Short Track Sun Tour: http://youtu.be/jfIFLdkLfG4

Circuito Matador: http://youtu.be/HZhtxjcOlXM