Ciclofemini
Ciclofemini
Ciclofemini

jogos-olimpicos-olimpiadas

“A prática esportiva é um direito humano. Todas as pessoas devem ter a possibilidade de praticar esporte sem qualquer tipo de discriminação e conforme o ideal olímpico, que exige compreensão mútua e um espírito de amizade, solidariedade e fair play.” – Carta Olímpica

A Carta Olímpica foi criada em 1894 por Pierre de Coubertain. O Barão de Coubertain ficou famoso pela frase “o importante é competir”. É um princípio semelhante a esse que o documento busca pregar.

Os principais objetivos da Carta Olímpica são estabelecer princípios e valores do espírito olímpico, servir como diretriz de regras para o COI (Comitê Olímpico Internacional) e definir os direitos e obrigações dos três principais órgãos dos Jogos Olímpicos: o COI, as federações internacionais e os comitês olímpicos nacionais e o comitê organizador de cada edição dos Jogos.

Entre os principais apontamentos da Carta Olímpica estão o incentivo ao desporto, a luta contra o doping esportivo e promover um bom legado às cidades dos jogos. A última atualização da Carta Olímpica foi em 2010. Para ter acesso ao documento na íntegra acesse o site do COI.

 

Direitos autorais: Creative Commons – CC BY 3.0

 

 

Comentários(0)

Deixe um comentário