Ciclofemini
Ciclofemini
Ciclofemini

 

oldwomanarticle

Se você ainda tem dúvida de que bicicleta não é para mulheres ou ainda não se motivou a aprender a pedalar, saiba que a bicicleta teve papel muito importante na emancipação das mulheres.

A bicicleta deu às mulheres uma mobilidade sem precedentes, contribuindo para a sua maior participação na sociedade.

A partir do momento que as bicicletas tornaram-se mais seguras e baratas, mais mulheres tiveram acesso à “liberdade pessoal” sentimento encarnado no ato de pedalar.

A bicicleta passou a simbolizar a liberdade e independência da nova mulher do final do século XIX, especialmente na Grã-Bretanha e os Estados Unidos. Feministas e sufragistas reconheceram o poder transformador da bicicleta.

Susan B. Anthony* disse: “A bicicleta tem feito mais pela emancipação da mulher do que qualquer outra coisa no mundo, pois dá a mulher a sensação de liberdade e auto-suficiência. Me alegro cada vez que eu vejo uma mulher sob uma bicicleta, é a verdadeira imagem da graça e feminilidade sem limites. ”

Muito tempo se passou, mas o sentimento de liberdade e auto-suficiência é um dos primeiros sentimentos relatados pelas pessoas logo após dar as suas primeiras pedalas. O uso da bicicleta por mulheres vem crescendo a cada ano, seja com a finalidade de lazer, como meio de transporte ou prática esportiva.

Nós da Escola de Bicicleta Ciclofemini** já ensinamos mais de 2500 mulheres a pedalar. Se você não sabe pedalar ou precisa melhorar as suas técnicas de pilotagem, faça contato conosco.

10934200324_73742dffcf_boldewomanarticle

*Susan Brownell Anthony (15 de fevereiro de 1820 – 13 de março de 1906) foi uma proeminente líder americana dos direitos civis e feministas. Desempenhou um papel fundamental  pelos direitos das mulheres no século 19. 
** A Escola de Bicicleta Ciclofemini atendemos crianças a partir de 5 anos,homens e mulheres de todas as idades. Também atendemos pessoas especiais. 

Comentários(0)

Deixe um comentário