Ciclofemini
Ciclofemini
Ciclofemini

Qualquer  mudança, seja qual área for tem que começar com algum movimento.  A poetisa Clarice Lispector na sua sensibilidade já dizia que é preciso começar devagar, porque a direção e mais importante que a velocidade.

E o movimento de uma bike,uau! Muitos devem se perguntar o que uma bike tem haver com mudanças. Pode não ter nada haver ou simplesmente pode ser o que você precisa para que o movimento aconteça.

E aí já podemos começar a saborear os diversos movimentos que uma bike pode proporcionar num primeiro encontro. Aliás, difícil esquecer um primeiro encontro.

Hoje, num dia nublado, no Parque Villa Lobos  tive meu primeiro encontro com a bike!

É uma experiência ímpar!

Até chegar nesse encontro tive vários movimentos entre eles: superar medo. Meu pai me ensinou a andar de bicicleta quando era pequena. Lembro que saiamos pai e meus irmãos para passear pelo bairro, boas lembranças…

Mas, hoje meu olhar para bike foi diferente, despertou sabores e sentimentos, senti que foi um encontro, simples assim!

E a experiência de se permitir ser feliz. E a experiência de se permitir movimentar-se. Está sendo uma experiência tão importante par mim…

Nossa aprendi tanta coisa hoje sobre pedalar, bike e cheguei à conclusão que nunca soube nada sobre isso, risos. Primeira lição: não há idade! Hoje conheci uma senhora, que pela primeira vez conseguiu andar sozinha de bike!

E a bike me disse algo hoje: Você tem equilíbrio.

Estou me sentindo tão leve e feliz!

Momento Movimentar:

Gente, impossível terminar esse texto sem falar da Claudia Franco,ciclista.

Conheço muito pouco da Claudia, mas já me sinto honrada de tê-la conhecido e ela ser minha professora.  Se tivesse mais pessoas no mundo como ela, nosso planeta seria muito melhor!

Claudia como professora é nota dez!

Ela desenvolve um trabalho maravilhoso com mulheres, através da bike. No seu blog está uma frase: “ Mulheres pedalando pela auto estima” – E posso dizer que vai além da auto estima…

Então agora vamos nos movimentar até o blog dela: https://ciclofemini.com.br/

E vamos divulgar!

Se tivermos mais sensibilidades para as coisas simples da vida, como uma bike, ao contemplá-la,vou sendo impactada por esta visão. Vou me deter e saborear…