Recentemente publiquei um Artigo dando dicas para os homens motivarem suas companheiras a pedalarem. Listei os maiores erros que cometem e como devem proceder para ter sucesso na empreitada.

Agora é a vez das mulheres! Toda situação tem pelo menos dois lados. É fato que os homens comentem muitos erros – não intencionalmente – quando querem ajudar as suas companheiras a pedalar. Mas é fato também que, sem perceberem, as mulheres acabam dificultando sobremaneira o trabalho do parceiro por adotarem comportamentos destrutivos.

Quer maior símbolo de Empoderamento da Mulher do que a Bicicleta? Portanto pare de “mimimi”, arregace as mangas e mãos no guidão! Está na hora de tomar uma atitude positiva fazendo as pazes com a bicicleta e principalmente com o seu futuro parceiro de pedal.

Minhas dicas para você evoluir e dominar de vez a situação:

  • É importante querer de verdade. Olhe no espelho e seja sincera consigo mesma. Você de fato quer pedalar? É o seu desejo? Ou quer fazer apenas porque o seu companheiro pede ou porque está na moda?
  • Está em dúvida? Não sabe se quer ou não pedalar? Será que a dúvida é porque nunca se envolveu de verdade, e nunca pôde sentir os benefícios e prazer de pedalar? Tens ciência de que sair de uma zona de conforto, por natureza, demanda muito esforço e empenho?
  • Acorde cedo! Quem pedala, gosta de praticar o esporte, sabe que as melhores horas são as do inicio da manhã. Prepare-se para acordar bem cedo, pois muitas vezes terá que ir de carro por vários quilômetros de estrada até chegar ao local ideal. Contudo, se foi num evento no dia anterior e dormiu o que precisava, surpreenda-se em sair para uma investida vespertina.
  • De uma vez por todas aprenda a trocar de marcha! Esta é sua obrigação e não do seu parceiro de lhe dizer a cada metro que marcha usar, mesmo porque ele tem mais força muscular que você e, estando mais bem preparado, provavelmente vai usar uma marcha diferente da sua.
  • Você tem medo de quê? Pare com isto! Ao invés de se entregar ao medo, lamentar-se o tempo todo, reclamar, trate de aprender e dominar a técnica de pedalada. Procure por profissionais que a ajudem a evoluir. Quanto mais você dominar a técnica menos medo terá.
  • Mania de perfeição. Por favor, hein?! Ninguém nasce sabendo. Muitas mulheres não têm medo de pedalar e sim querem fazer certo sempre, tem mais medo de “pagar mico” do que medo de cair. Então preferem não se arriscar e continuar perdendo a oportunidade de evoluir na bicicleta.
  • Colocar a bicicleta no carro dá trabalho sim, acordar cedo é duro, mas cá entre nós, você deve fazer coisas muito mais difíceis e chatas do que isto. Nas primeiras vezes vai ser difícil, mas com o tempo o processo vira rotina e você fará tudo automaticamente, só pensando no prazer de pedalar.
  • Fique contente, você será a última do grupo sim, mas fará parte! Fazer parte é o importante. Muitas mulheres não vão aos passeios ou treinos porque vão ficar para trás.Sem treino, sem saber pilotar corretamente, quer chegar no grupo e ainda sair com os “galácticos” da linha de frente?! Então me diga, como você vai se preparar para o pedal? Ficando em casa reclamando que o seu parceiro saiu para pedalar e você vai amargar pelo menos 4 horas sem a companhia dele no sábado ou domingo de manhã. É melhor ser a última no pelotão, fazer parte do grupo, do que não existir!
  • Pare de reclamar! Só você é a responsável pelo seu desenvolvimento, pela sua evolução. Não terceirize a responsabilidade para o seu parceiro! Assuma as rédeas da sua situação! Quantas coisas na sua vida que você fez sozinha, decidiu, foi atrás para aprender e obteve sucesso ? Porque para pedalar a culpa de tudo que não dá certo é do seu companheiro? Quer aprender a pedalar corretamente, procure uma escola! Se você fosse aprender a nadar, a jogar tênis, a fazer yoga você iria pedir para o seu parceiro te ensinar? Quer comprar uma bicicleta, procure por lojas especializadas, visite o site de fabricantes, informe-se, leia, pesquise, visite lojas. Você já não faz isto quando quer comprar roupa, celular, utensílios para a sua casa, carro, equipamentos para a empresa onde trabalha? Pois então, porque para a compra da bicicleta tem que ser diferente? Escolas especializadas lhe darão a orientação para a compra de tudo o que precisar.
  • Como você acha que as mulheres que pedalam forte e bem conseguiram chegar onde chegaram? Nasceram com o dom divino?! Claro que não! Todas elas sem exceção se jogaram, mergulharam de cabeça para aprender, se esforçaram, acordaram cedo, aguentaram dor, suor, sede, cansaço, para pedalar como pedalam hoje. Ninguém chega a lugar nenhum sem se esforçar, sem se dedicar, sem se envolver de corpo de alma. Quer pedalar? Quer ficar bonita na foto? Dedique-se!
  • Nada de fazer papel de coitadinha, eu não nasci para isto, eu sou desengonçada, não tenho equilíbrio, estou fora do peso. Nada disto vai te ajudar! O que vai te ajudar é Atitude! É Ação!
  • Super Ação já! Se você realmente quer ser uma boa companheira de pedal entre em ação! Em poucos meses todos aquelas preocupações, medos, inseguranças deixarão de existir e você vai rir muito quando chegar na manicure e ela curiosa te perguntar porque você tem graxa de baixo das unhas.

Eu acho que a bicicleta tem feito mais para emancipar a mulher do que qualquer outra coisa no mundo. Alegro-me cada vez que vejo uma mulher andar sobre duas rodas” Susan B. Anthony, 1896. Foi uma feminista que junto com Elizabeth Cady lutou pelo Direitos das Mulheres.

Comentários(0)

    Deixe um comentário