Comments(13)

  • adigps@gmail.com
    12/05/2012, 9:03 am  Responder

    Oi, contestação:
    – Maior tração: também maior atrito, resistência, dependendo da função pode ser bom ou não. Física aplicada
    – Maior Momento: Mais difícil para parar e para vencer a inércia, uma vez vencida a inércia está correto, mas devido ao maior momento, se gasta mais energia para parar e para seguir. Mas é insignificante no contexto. Física aplicada
    – Transposição de obstáculo: OK.
    em tempo: não sou contra nem a favor, mas não é tudo isso.

    • 13/05/2012, 9:29 pm

      Olá obrigada pela participação e opinião. O pouco que usei a 29 gostei muito. Não senti dificuldade na questão do maior momento, para vencer a inércia.
      Acredito que este assunto ainda gere um pouco de dúvidas e questionamentos. Todas as pessoas que conheço e que estão usando bikes com aro 29 dizem adorar e não quererem voltar mais para aro 26.

      abração, Claudia Franco

  • Fabiano Dias Marques
    16/05/2012, 10:32 am  Responder

    Eu pedalei 1 vez com uma 29r e achei que tem um bom controle em subidas e descidas, mas a bicicleta fica um pouco mais pesada e perde a agilidade quando quero saltar ou fazer manobras aéreas, empinar, etc (o que eu gosto muito de fazer, por sinal). As questões de inércia, momento, etc, são bem resolvidas com a relação de marchas muito elástica que elas tem, não vejo problema nisso e a eficiência no controle em terrenos acidentados é muito boa, ou seja, o conforto e estabilidade são maiores nas 29r. Entendo que pedalar na cidade com um 29r com pneu fino/ asfalto, seja uma boa pois a bike deve ficar bem rápida como uma híbrida/ urbana com roda 700. Acho que as 29r vieram pra ficar, mas como tudo tem prós e contras. Agora é aguardar a tendência do mercado e ver em que os fabricantes irão apostar, se é manter aro 26 ou investir massissamente nas 29r. Eu acho que no que tange a performance as 2 são equivalentes o que vai realmente fazer diferença é a adequação do ciclista a uma ou a outra, bem como o emprego que será dado a bike. Agora o ciclista pode ser mais cada vez mais técnico e ter a bicicleta mais adequada a ele e a atividade que ele desenvolverá! Abçs

    • 16/05/2012, 10:59 am

      Olá Fabiano, seja bem vindo ao Ciclofemini. Obrigada pelo relato de sua experiência. As opiniões são bem vindas. É ótimo trocar ideias e informações. Abraços e esteja sempre presente. Claudia Franco

  • 17/05/2012, 9:13 am  Responder

    Foi feito um teste comparando as duas situações. E apesar do peso extra da bike e das rodas, o desempenho final das 29er compensa a escolha, pois aparentemente a facilidade de transpor os obstáculos e a maior tração, compensam o excesso de peso.
    Escrevi um artigo, ilustrando um estudo feito aqui: http://www.espiritooutdoor.com/?p=1984

    • 17/05/2012, 9:44 am

      Olá Rodrigo, excelente contribuição a sua!! Informação nunca é demais, ainda mais quando vem com qualidade. Abração, Claudia Franco

      • 17/05/2012, 9:53 am

        Obrigado, Claudia!

  • Aparecido loureiro
    05/06/2012, 10:06 am  Responder

    Bom vejo que é mas uma ideia das grandes marcas de quadro para alavancar vendas, bem que ja a mais de 10 ano ja existe esta ideia da roda de 29 . .Para estatura do brasileiro ficara meio esquisito , ficando quase 4cm do chão e como maior atrito tendo que colocar mais força para pedalar e também mais desgastes no conjuntos das peças ,fora que, com a roda maior, mas desconforto para o transporte, e no visual as rodas vão aparecer mais que o quadro .

    • 07/06/2012, 10:20 am

      Olá Aparecdio, seja bem vindo ao CicloFemini! Agradecemos a sua opinião e contribuição. abs, Claudia Franco

  • Carlos Roberto Pereira
    30/12/2013, 10:58 pm  Responder

    Bem infelizmente ainda não tive a oportunidade de experimentar uma 29, pedalo muito com a minha 26 ontem fui do Campo Limpo a Itu e fiquei pensando se uma 29 teria feito diferença (pra melhor e/ou pra pior) devido que a minha ida eu fui pela Estrada dos Romeiros então teve muitas subidas e a minha volta fiz pelas Rodovias, o dono da bicicletaria que eu frequento sempre me fala da 29. De uma coisa eu sei como também utilizo todos os dias a bicicleta como um meio de transporte eu fico muito nervoso quando o meu pedal acaba batendo devido alguns obstáculo ou curvas (isso deve prejudicar a caixaria), eu acho que se eu tivesse uma 29 isso talvez não aconteceria ou diminuiria as chances. o-o’

    • Claudia Franco
      20/01/2014, 7:41 pm

      Olá Carlos, as rodas maiores te ajudarão a transpor os obstáculos, porém quando o pedal bate em algum obstáculo o problema não é o tamanho da roda e sim a posição dos pedais, ou melhor, a sua postura sobre a bicicleta. ao transpor obstáculos é fundamental manter os pedais na mesma altura, ambos paralelos ao chão. Esta postura certamente evitará de bater os pedais no obstáculo.

      Se você pedala essencialmente por asfalto o ideal é usar uma bicicleta speed, uma bicicleta urbana ou se for utilizar a mountain biking utilize com pneus lisos próprios para asfalto, assim você terá melhor desempenho.

      Se tiver dúvida, continue em contato. abraços Claudia Franco

  • Edilson
    19/06/2014, 9:50 pm  Responder

    olha tenho as duas mas não troco minha 26 pela 29 nas subida estou sempre na frente dos amigos com 29 e nem sempre estamos passando obistaculos e a 26 embala mais nas decidas kkk.

    • Claudia Franco
      20/06/2014, 8:52 am

      OLá Edilson, seja bem vindo a Escola de Bicicleta Ciclofemini. Legal o seu comentário. Percebo que não devamos ter uma opinião única, cada tamanho de roda tem a sua aplicação e cada pessoa se adapta melhor com um tipo. No meu caso consigo subir bem melhor com a 29, também desço muito bem coma 29, mas nas descidas com curvas acentuadas ainda não encontrei o ponto certo, as curvas com a 26 eu tinha mais domínio. Gosto dos dois tamanhos e vejo aplicações diferentes e é legal variar! abração e mantenha contato!

Leave a Comment